Premonição

Gostaria que me auxiliassem a compreender o fato que passo a narrar.

Em março de 2008, tive um pesadelo em que via meus pais em um grande hospital. Eu tentava retirá-los de lá mas não conseguia. Puxava minha mãe pelos ombros mas não havia modo de afastá-la. Entrava nas portas do hospital e dava em escadas escuras, sem saída. Foi um sonho angustiante.

Lembro que, no dia, liguei para meus pais para saber se estavam bem, e de fato estavam muito bem. Passado um tempo, esqueci-me desse pesadelo. Porém, em julho de 2008, minha mãe sentiu-se mal e, após exames, foi diagnosticada leucemia mielóide aguda, e ela teve que ser internada às pressas no Hospital Pedro Ernesto, no Rio de Janeiro. Meu pai ficou com ela o tempo todo, passando a "morar" no hospital. A primeira vez que fui visitá-los, tive uma sensação horrível de já ter caminhado naqueles corredores. E, infelizmente, em setembro de 2008, minha mãe morreu.

Hoje pela manhã ouvi no programa da Rádio A Razão o professor Lázaro dizer que existem pessoas que têm mediunidade premonitória e podem ver quadros fluídicos que revelam projetos que estão em curso, mas que podem ou não se concretizar. Não consigo compreender como posso ter visto isso tudo antes de ocorrer.

E quem projetou todo esse sofrimento para minha mãe e para nossa família? Ela mesma? As Forças Superiores?

Não compreendi como isso ocorreu e isso tem me angustiado bastante. Eu poderia ter feito mais alguma coisa para ajudá-la, para reverter esse quadro? Fiquei muito assustada quando li novamente este sonho. Há possibilidade de se evitar esse tipo de sonhos? Os senhores podem explicar-me como isso ocorreu?

Prezada, o Racionalismo Cristão orienta-nos para não darmos atenção a sonhos e pesadelos. Procuraremos, a seguir, oferecer-lhe alguns elementos para reflexão em torno do problema que nos encaminhou, lembrando-a de que conseguimos ver mais claro os fenômenos psíquicos à medida que ampliamos nossos conhecimentos sobre a vida espiritual.

Os pesadelos ou os sonhos são fenômenos psíquicos. Há diversos tipos de sonhos. Os mais comuns podem ser do seguinte modo explicados.

Ao dormirmos, nosso espírito afasta-se do corpo físico, ao qual permanece ligado por cordões fluídicos. O corpo físico adormece, mas o espírito nunca dorme, ele é vibração contínua.

Nesse estado, o espírito esclarecido liberta-se da atmosfera da Terra, que é materializada, pesada e deletéria, e vai a seu mundo de origem, onde se retempera, refaz suas energias para enfrentar com ânimo renovado o próximo dia. Assim, ao despertarmos, nosso corpo está cheio de nova vitalidade e estamos preparados para iniciar com alento e vigor nossas tarefas diárias.

Muitas vezes, porém, dormimos com o pensamento ligado a problemas, inquietações ou projetos em que estamos envolvidos na nossa vida material e nosso espírito entra em sintonia com problemas, inquietações ou projetos afins que compõem campos magnéticos que percorrem a atmosfera da Terra, campos esses alimentados pelos pensamentos (nossos e de outros espíritos, encarnados ou desencarnados). Entrando em sintonia com essas vibrações, nosso espírito fica retido na atmosfera do planeta e não consegue ascender aos mundos superiores, ficando submerso no clima materializado, pesado e deletério dessa atmosfera. É nessa situação que ocorrem os pesadelos. Por isso sentimos como se de fato estivéssemos "vivendo" o que ocorre nos sonhos. Na verdade, nosso espírito está passando por aquelas experiências. Daí acordarmos cansados, como se tivéssemos desgastado e não recuperado as energias consumidas no dia de trabalho.

Essa é a diferença entre uma noite bem ou mal dormida. Nosso físico recebe o impacto do que ocorre com o espírito no estado de sono: ou nos retemperamos ou nos desgastamos e acordamos cansados.

Nas observações que fazemos enquanto estamos vivenciando situações na atmosfera terrena, percebemos que tais fatos darão determinadas consequências, por isso sabemos antecipadamente o que vai acontecer.

Num paralelo grosseiro, imagine que da janela de um apartamento no alto de um edifício perceba um trem chegando e uma pessoa caminhando sobre os trilhos. Você sabe que ela será atropelada, mesmo antes do atropelamento ter acontecido.

Em desdobramento, temos condições de observar o que se passa e podemos deduzir o que vai acontecer. Por isso, podemos prever os acontecimentos, o que não significa que tenhamos o poder de mudar algo.

Lembre-se de que o espírito de sua mãe acompanha de perto tudo o que acontece com a família e ficará muito perturbado se perceber que você anda tão angustiada.

Em seu próprio benefício e para descanso do espírito da sua mãe, recomendamos que se lembre dela sempre com carinho, fixando a atenção nas coisas positivas que viveram juntas, valorizando os ensinamentos que assimilou dela.

Irradie com alegria e livre-se dos pensamentos angustiantes, pois eles atraem assistência astral negativa, que nos empurra ainda mais para baixo, o que deixará sua mãe muito infeliz. Reaja.

Conforme dissemos, só estudos espiritualistas podem nos esclarecer sobre os fenômenos do espírito. E o sonho é um desses fenômenos.

O Racionalismo Cristão nos ensina o valor do pensamento e assim, com a limpeza psíquica de manhã e à noite, nos preparamos para uma vida melhor, mais produtiva e mais racional.

Além da limpeza psíquica, recomendamos, também, a constante leitura das obras editadas pelo Racionalismo Cristão, se quiser ampliar seus conhecimentos sobre espiritualismo.

Lembre-se de que é preciso estudar sempre para nos aprofundarmos nos ensinamentos da Doutrina. A cada releitura das obras, encontramos novas facetas que não tínhamos percebido em leituras anteriores. É como se fôssemos nos preparando para ir compreendendo as várias camadas de informação que existem em cada livro. Assim, vamos nos aperfeiçoando e entendendo melhor o que se passa conosco e ao nosso redor.

De "Premonição" para a página desta seção

Copyright©2005 racionalismo-cristao.org.br. All Rights Reserved