Mensagem do pai falecido

Vinte e quatro horas antes de meu pai falecer, pediu ao médico que lhe fizesse uma lavagem intestinal. Depois, até a hora de seu passamento, só tomou água. Gostaria de saber o motivo, se possível. Gostaria de receber mensagem dele, se já estiver num plano superior e manifestar sua vontade de dar um alerta à família.

A obrigação de todo espírito, ao desencarnar, é partir imediatamente para o seu mundo de origem. Após esse acontecimento, natural, o espírito não necessita de mais nada deste mundo. Se esclarecido, não deseja ficar confabulando com os encarnados. Tem uma trajetória evolutiva a percorrer e o desejo de percorrê-la sem perda de tempo. Somente fica por aqui se durante sua vida esteve obsessivamente ligado às coisas materiais ou alimentado as fantasias que as religiões, em geral, gravam nas mentes de criaturas que acabam se fanatizando. Esses infelizes ficam por aqui perambulando em prejuízo de si próprios e obsedando os encarnados. Parte do trabalho das Forças Superiores é arrebatar tais espíritos do planeta Terra para que possam dirigir-se aos seus mundos de luz.

Não sabemos as razões que levaram seu pai a solicitar a lavagem intestinal. Há uma superstição um tanto espalhada que leva as pessoas a banharem o corpo do defunto antes de enterrá-lo. É uma prática, como disse, supersticiosa sem nenhum benefício para o desencarnado. O corpo, já sem o ânimo do espírito, é um punhado de matéria que inicia imediatamente um processo de decomposição natural, enquanto o espírito deve tratar de continuar a sua evolução espiritual.

Recomendamos que leia e estude o livro básico Racionalismo Cristão, que expõe a doutrina racionalista cristã. Nele encontrará respostas claras e racionais para muitas dúvidas sobre o chamado "além". Em especial, para completar e mais bem aclarar o assunto de sua consulta, estude o capítulo "A desencarnação do espírito".


De "Mensagem do pai falecido" para a página desta seção

Copyright©2005 racionalismo-cristao.org.br. All Rights Reserved