Mãe aflita recebe orientação

Estou em busca de um alento que me dê paz espiritual e restabeleça a harmonia no meu lar. Sou mãe chefe de família e vivo com minhas filhas e minha mãe. Tenho consciência de não ser uma mãe muito presente porque, para cumprir com as minhas responsabilidades, sou obrigada a trabalhar à noite, deixando as filhas sozinhas. De um tempo para cá, estou vivendo uma situação difícil com a filha de 19 anos. Ela está na universidade, mas não teve sucesso no 1º semestre. Ultimamente, tem mostrado certa rebeldia, não se impõe e nem aceita regras. Por isso, está levando uma vida desregrada e, pelas suas atitudes, acho que está com más companhias. Ela mente, esconde-me coisas e receio que enverede por maus caminhos. Quando lhe chamo a atenção, responde quase sempre num tom muito alto e outras vezes escuta tudo caladinha e depois põe-se a chorar. Às vezes, combinamos ir a uma casa racionalista cristã, mas ela acaba saindo com os "amigos". Ajudem-me a compreender o que se passa, por favor. 

Prezada, como mãe, compete a você orientar sua filha a respeito dos perigos de fazer más escolhas e conviver com pessoas que não têm mérito moral. Mostre à jovem que o caminho que ela está percorrendo está cheio de riscos e que ela deve ter os olhos bem abertos para perceber que terá de arcar com as consequências de suas escolhas. Se ela já está tendo insucessos, esse é o primeiro sinal de que a vida pode oferecer condições para evoluirmos ou para perdermos mais uma encarnação, o que resultará em muito sofrimento espiritual.

Não converse com ela nos momentos de rebeldia e enfrentamento. Procure os momentos em que ela esteja mais aberta ao diálogo e lhe mostre que o choro é um reconhecimento de que ela está plantando sementes de que poderá colher muitos sofrimentos.

Se ela estiver assumindo atitudes agressivas, de nada adiantará procurar o diálogo. Deixe para conversar no momento em que ambas estejam calmas. Se ela não quer frequentar o Racionalismo Cristão no momento, procure interessá-la pelos ensinamentos sem obrigá-la a fazer nada, uma vez que não devemos interferir no livre-arbítrio das pessoas. Ao mesmo tempo, não deixe de lhe mostrar a direção correta a seguir. Indique o endereço do site, incentivando-a a ler, a ouvir a rádio A Razão, a fazer as irradiações às horas certas, a enviar dúvidas através do Fale Conosco. Enfim, estimule-a sempre a buscar caminhos mais seguros para trilhar.

Mantenha, também, em seu lar um ambiente astralmente limpo, propício ao entendimento, à reflexão. Não se descuide da limpeza psíquica. É muito importante que você faça a limpeza psíquica duas vezes ao dia, mas não encare as irradiações como rezas, pois não o são.  Se você não compreende o verdadeiro significado das irradiações, elas não surtem efeito algum.

A limpeza psíquica, como as próprias palavras explicam, limpam psiquicamente o ambiente em que nos encontramos. Procure compreender o verdadeiro significado dessa prática.  Você tem o folheto explicativo da Limpeza Psíquica?  Se não tiver, basta entrar no site da Doutrina

www.racionalismocristao.org

e clicar em "Limpeza Psíquica".  Surgirá a página de como fazer a limpeza psíquica. Pode, ainda, fazer a limpeza psíquica acompanhando as irradiações transmitidas pela Rádio A Razão via internet.

Procure ler as obras de Maria Cottas e Olga Brandão. Ambas oferecem conselhos preciosos para bem orientarmos nossos filhos.

De "Mãe aflita recebe orientação" para a página desta seção

Copyright©2005 racionalismo-cristao.org.br. All Rights Reserved