Medicina e psicologia da motivação

Luiz Hamilton Menossi

A psiconeuroimunologia – área da medicina que estuda a relação entre pensamentos, emoções, comportamento e o sistema imunológico do homem – vem observando dados que parecem confirmar o que médicos espiritualistas sempre defenderam: a mente tem influência no processo de cura do corpo.

Pensamentos e sentimentos positivos como amor, felicidade e a esperança, parecem estimular a atividade de células curadoras - glóbulos brancos - resultando em autocapacidade de cura, contribuindo com a ação dos medicamentos e procedimentos médicos convencionais indicados.

Portanto, a medicina ortodoxa deve atentar para a importância das energias autocurativas. Prescrever medicamentos e indicar procedimentos sim, mas, considerar também o aspecto espiritual dos pacientes. Esse caminho já encontra respaldo em dados científicos colhidos na área.

O procedimento ideal indica "tratamento­médico­científico" aliado a "psicologia de motivação".

É preciso entender o que seja a cura, em toda a sua extensão, física e espiritualmente. Doutores de corpos e de almas, assim deveriam ser todos aqueles que abraçam a medicina como profissão, a exemplo dos médicos espiritualistas, dentre outros, Dr. Antônio Pinheiro Guedes, Dr. João Cottas, Dr. Augusto Gomes e Dra. Glaci Ribeiro da Silva.

Ribeirão Preto, abril 2013

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo