A Família é a base da sociedade

A familia é a base da sociedade, daí ser importante manter a coesão da familia e solidariedade entre os seus membros, pois essa coesão contribui para o nível de honradez da sociedade.

A família é, também, uma escola de altíssimo valor espiritual. Em seu seio, há oportunidades constantes para se desenvolverem e fortalecerem alguns atributos psíquicos como a arte de governar, administrar, controlar, frear ou moderar os próprios impulsos, etc.

Em geral, os membros de uma familia têm diferentes formações morais, que trazem de encarnações anteriores. Todos têm o que aprender com os demais, assim como têm o que ensinar. Daí ser o lar uma verdadeira escola espiritual. As pessoas que têm interesse em sua evolução pessoal devem aproveitar para aprender, pela observação e experiência acumulada na vivência sob um mesmo teto.

Constituir e manter uma família são deveres que traz o espírito ao encarnar.

No lar, cada um tem um papel a desempenhar e deve se esforçar para bem executá-lo. É importante a compreensão dos deveres e direitos de cada cônjuge, que não são, em regra, iguais, mas complementares. Lembremos que o espírito não tem sexo.

Manter a serenidade e o bom humor é colaborar para um bom ambiente, quer seja no lar quer seja fora dele. O desprendimento e a tolerância são importantes fatores para que haja harmonia entre os membros da familia. O egoísmo e as incompreensões apenas enfraquecem os laços de amizade entre os familiares.

Deve-se, a todo custo, evitar discussões, pois estas somente servem para abrir as portas aos espíritos do astral inferior, que não perdem oportunidades para intuir maus pensamentos e tornar mais acirrada e acalorada a discussão. Sábias são as palavras: "Uma das grandes virtudes humanas consiste em saber respeitar o ponto de vista alheio e jamais perder o hábito da polidez", [Capítulo 14, do livro Racionalismo Cristão].

Os bons pais e mães devem sempre dar bons exemplos aos filhos, pela retidão da sua conduta, não falando uma coisa e praticando o oposto. Os filhos se comportam de acordo com os exemplos que vêem no lar. Daí a importância de constatarem a dedicação dos pais à família, a sua honradez e o amor ao trabalho.

Não devem os pais e as mães admitir que os filhos adquiram vícios. Ao encarnar, os espíritos esperam receber boa orientação da família que escolheram.

Também têm deveres os filhos. Precisam ouvir os conselhos maternos e paternos, para se proteger dos perigos a que vão ficar sujeitos no curso da vida.

A seguir há uma coleção de artigos escritos por pais e mães experientes. Alguns desses artigos descrevem problemas comuns nos lares e a solução de acordo com os princípios racionalistas cristãos.

Meu lar anda com clima pesado
Contra o casamento
Não se deve criar fantasias na cabeça das crianças
Cuidemos devidamente das crianças
Educar crianças
Como educar meus filhos?
Pai do meu filho tem medo de enfrentar o futuro
Eu economizo e meu marido esbanja com amantes
É possível evitar um divórcio?
Minha família tem problemas muito sérios
Optei por ficar solteira
Os filhos
Meu marido vive com outra
Às mães de menina-moça
Meu marido é muito mau para mim
Tenho problemas com minha mulher
Minha mãe não gosta de minha namorada
Namoro uma evangélica
Não nos entendemos mutuamente
Nossa vida é cheia de problemas
Confesso que já fiz tudo para não perder meu marido
Meu marido é uma pessoa difícil de se lidar
Que mãe será você ?
Quem casa quer casa
Tenho medo de um segundo casamento
Não tenho sorte para o casamento
Sou infeliz porque não tenho um filho
Vou casar-me
Educação de filhos

 

Da página familia para a página principal

Copyright©2005 racionalismo-cristao.org.br. All Rights Reserved