Esqueça o mal que lhe fez

Meu nome é E. Venho por meio de uma colega me abrir um pouco. Sou freqüentadora do Racionalismo Cristão de vez em quando. Tenho 27 anos e nesse momento estou passando por um momento muito difícil na minha vida Estou grávida de seis meses. O meu filho nasce no final de maio ou início de junho, se Deus quiser. A minha gravidez não foi programada, mas eu não ia interrompê-la porque sou contra o aborto. Começamos a namorar em agosto; no final do mês engravidei. O pai não vivia aqui, estava de férias. Só que enquanto estava fora, tudo bem, ele me travava bem. Agora ele veio e resolveu ficar aqui em C., só que o comportamento dele é grosso, distante, não me liga nem me procura. Eu sei que o tempo entre nós é pouco e realmente não esperava que ele fosse agir assim comigo. Ele me irrita. Acho que se ele pudesse me matava. Eu tento buscar força onde não tenho para ultrapassar essa fase. Eu queria pedir que o sr. irradiasse sempre por mim, porque sinceramente eu tento, só que às vezes me sinto fraca, deve ser também devido ao meu estado. Um abraço amigo. Espero resposta. Desde já as minhas desculpas, eu precisava desabafar e às vezes é difícil encontrar alguém que nos escuta.


Seu e-mail deixou-nos triste. Você é mais uma vítima de homens sem escrúpulo que vêem na mulher apenas um objeto para satisfazer os seus instintos animalescos. Quando elas engravidam, são abandonadas. Esses são uns infelizes que estão cavando sua própria desgraça. Mas não é dele que devemos falar. Vamos falar de você.

Primeiramente, parabéns pela sua coragem por ter decidido ter o filho nessas condições adversas. Nem toda mulher tem esse valor, daí a admiração que lhe dedicamos.

Procure esquecer o homem que fez isso com você. Faça de conta que ele não mais existe. Evite pensar nele e dele falar com outras pessoas. Pense apenas no nenê que está se formando em você. Cuide de sua saúde para que ele venha a nascer sadio e bonito. Procure alimentar apenas os bons pensamentos que lhe chegam. Afaste energicamente os ruins.

O seu filhinho é um espírito que vem encarnar neste mundo-escola para prosseguir em sua escalada evolutiva. Ele confia nos pais. Se um falhou, que o outro lhe dedique o amor e os cuidados de que ele vai necessitar. Seu filho deve ser o seu maior tesouro.

Enfrente toda essa situação com dignidade. Quando seu filho chegar, eduque-o com princípios de elevada moral para que ele seja útil a si mesmo e à sociedade. Prepare-se para a vida de mãe. Não é fácil, mas também não é o fim do mundo. As alegrias que seu filho lhe proporcionarão serão a recompensa que você merece.

Talvez você queira ler o livro de Maria Cottas que acaba de ser lançado na internet. Estamos falando do Folhas soltas. É um livro praticamente dedicado às mulheres. Esse livro e muitos outros encontram-se disponíveis gratuitamente no nosso site.

Sempre ao seu dispor, enviamos-lhe nossas cordiais saudações.

De "Esqueça o mal" para a página desta seção

Copyright©2005 racionalismo-cristao.org.br. All Rights Reserved