Após a desencarnação

Tenho estudado o Racionalismo Cristão, mas há uma coisa que não compreendo: por que as Forças Superiores precisam de pontos de atração (como os nossos pensamentos) para penetrar a atmosfera da Terra e encaminhar os espíritos do astral inferior para o mundo a que pertencem? Não deveriam fazer isso como regra (trabalho feito no espaço)? Por que é difícil para essas Forças tão poderosas penetrarem tal ambiente? Não percebo. E há outra coisa. Não é natural quando o ser desencarna querer despedir-se daqueles que deixou e, portanto, permanecer (sei lá!) uns dias na atmosfera da Terra? Até porque é necessário que o ser se aperceba de que morreu. Ou não? E há mais uma coisa. As Forças do Astral Superior, muitas vezes, estão ao pé do ser que desencarna. Sendo assim, se este decidir ficar uns dias pela atmosfera da Terra, elas voltam de novo para o encaminhar. Ou não? Nenhum dos livros que estudei me respondeu estas perguntas. Se me permite ser franca, não compreendo como é possível o espírito saber o caminho certo se não for ajudado ou encaminhado. Afinal, o espaço é infinito, não é?

Recomendamos que você reestude os capítulos "Força e Matéria" e "A desencarnação do espírito", do livro Racionalismo Cristão, em especial o subcapítulo "Ascensão aos mundos a que pertencem". Encontrará respostas às suas perguntas. Vale lembrar que nenhum de nós pertence a este mundo-escola. Temos nosso mundo de origem e a ele deveremos voltar imediatamente após a desencarnação, pois o planeta nada mais de útil tem a nos oferecer. Transferir ao mundo espiritual as imagens, os usos e costumes do mundo material é um engano.

A ação das Forças Superiores no processo de encaminhamento dos espíritos desencarnados se faz através de pontos de apoio, verdadeiros pólos de atração. Sem esse apoio, muitas vezes torna-se impossível essa ação e o espírito desencarnado permanece na atmosfera da Terra, perdendo o seu tempo, perturbando, obsedando e engrossando as fileiras do astral inferior.


De "Após a desencarnação" para a página desta seção

Copyright©2005 racionalismo-cristao.org.br. All Rights Reserved