Meu filho tem andado muito triste, calado

O meu filho mais velho, N..., tem 16 anos, é jogador de futebol, freqüenta o 11º ano, área desporto, tem sido um aluno razoável. Nos últimos tempos (3 a 4 semanas) tem andado muito triste, calado; sente-se cansado, as notas escolares desceram um pouco.

Hoje levei-o ao médico Dr. J... e foi diagnosticado o início de uma depressão nervosa. Foram-lhe receitados dois antidepressivos e uma vitamina. O médico disse que este tipo de depressões nesta idade é mais ou menos normal, pois começam as dúvidas da adolescência. Estou bastante preocupada com toda esta situação.

Como devo eu proceder, será que está bem acompanhado ? Estas dúvidas estão no ar. Agradecia aconselhamentos, se possível.


Você fez bem em procurar orientação médica para seu filho. Na consulta, você recebeu orientações para tratar fisicamente do seu filho. Provavelmente você ainda está preocupada porque, sendo racionalista cristã, como presumimos que seja, sabe que um estado depressivo deve ser combatido, pois deixa-nos sujeitos a um abatimento moral e até físico muito prejudicial.

Seu filho pode estar desanimado por cansaço, por preocupações, algum problema não resolvido. Procure conversar com ele, animando-o a reagir. Proponha-lhe atividades que o agradem: passeios, música etc. Procure mantê-lo ocupado com coisas úteis. Ajude-o a manter em equilíbrio as atividades escolares e esportivas, verificando se ele está com tempo para descanso e diversão. Lembre-se de que precisamos organizar-nos de modo a ter tempo para tudo: o trabalho, o descanso, a diversão. Aproveite os feriados de fim de ano e proponha algum programa que o anime.

Não é momento para muitas cobranças (notas baixas, etc.). É importante que ele sinta que você está ao lado e disposta a ajudá-lo no que for preciso. Mostre-lhe que o desânimo não vai ajudá-lo e que pensamentos negativos só vão piorar a situação.

Procure fazer as irradiações a horas certas e mantenha-se muito tranqüila, com pensamentos positivos. Se você também ficar aflita, com pensamentos negativos, ambos estarão construindo um ambiente nada propício à superação dessa fase.

Lembre-se, você já ouviu do médico e já sabe por experiência: todos temos momentos mais introspectivos na vida. Confie em seu filho e pense sempre que ele superará a fase em breve.

Lembre-se, também, de que nossos pensamentos são a arma mais poderosa que temos. Portanto, procure construir um ambiente leve, alegre, agradável em seu lar. Propicie ao seu filho condições para que ele fique mais alegre.

Uma mãe firmemente decidida a ajudar o filho é uma mãe bem irradiada! Espero que, em breve, a M... sinta a alegria voltar a imperar em seu lar.

De "Meu filho tem andado muito triste" para a página desta seção

Copyright©2005 racionalismo-cristao.org.br. All Rights Reserved